segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Comportamentos repetitivos, rituais alimentares e autismo


Sabemos das dificuldades normalmente encontradas na hora de iniciar um plano alimentar, isso como adultos, quando falamos em crianças a dificuldade com certeza aumenta muito, mas ainda tem mais, quando falamos em crianças com necessidades especiais, podem ter certeza, torna-se um desafio aos pais e para criança.
Meu papel como nutricionista e especialista em autismo infantil gira em torno de adaptar esta família, adaptar esta criança com excesso de peso muitas vezes a melhorar seu  padrão alimentar , mas com respeito as peculiaridades deste paciente, ou o plano alimentar vai definitivamente por água a baixo.
Desta forma todo o atendimento baseia-se em estabelecer um vinculo com o paciente e tranquilizar a família, somente com o tempo fazer de forma gradual a retirada de alguns alimentos que possam estar causando o aumento de peso.
Novos alimentos somente podem ser inseridos no novo plano alimentar apos um longo período de adaptação, ou tornaremos a dieta inviável para esta criança e sua família, que geralmente tem milhões de terapias alem da nutricional, por este motivo o plano alimentar deve ser um aliado e não um desencadeante de Estresse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário