sábado, 25 de setembro de 2010

Medicamentos (autismo) e ganho de peso

Conforme Botega (2002) o ganho peso é um dos efeitos adversos dos medicamentos utilizados, porém é recomendado a prescrição de dieta hipocalórica e atividades físicas diárias.
Orientação nutricional, mesmo com medicamento pode-se reduzir peso.Estudo revela:
Os dados obtidos evidenciam o ganho de peso dos alunos que fazem uso


da medicação risperidona, depakene e haloperidol, acompanhados no período 2003 a 2004 através das fichas Clínica Nutricional de acompanhamento mensal individual.

Os alunos atendidos na instituição que utilizam a medicação risperidona, depakene ou haloperidol apresentaram acentuados ganho de peso, de dois a dezoito quilos, quando comparados ao grupo controle de mesma faixa etária e que não utilizam a medicação, e que apresentaram ganho de peso de um a sete

quilos no período. A mãe de um aluno, conseguiu diminuir 6,1 quilos neste período de estudo, seguindo as orientações da nutricionista, adotando as recomendações de mudança qualitativa de hábitos alimentares, com uma dieta balanceada e exercícios físicos regulares, obtendo desta forma diminuição de peso dentro dos limites eutróficos, mesmo fazendo uso da medicação risperidona.

Como considerações gerais e diante dos resultados sugere-se que o excesso de peso aumenta os riscos de diabetes, hipertensão e colesterol elevado, aumentando o risco de doenças e complicações cardiovasculares. Como a utilização crônica das medicações risperidona, depakene e haloperidol favorece o

ganho acentuado de peso, é orientado que no início do tratamento, adote uma alimentação balanceada e exercícios físicos regulares.

A verdade é que ainda sabemos pouco sobre o autismo e sua cura ainda está distante, porém uma coisa é certa, quanto mais cedo a criança for estimulada, maiores as chances de independência.

Rita Cherutti-Nutricionista, especialitsa em Psicologia, nutricionista e pesquisadora em autismo do PROTID-HCPA

2 comentários:

  1. Bolas...cada vez quero menos chegar ao ponto de ter que medicar o meu filho com isso.
    Porque vendo bem,tentamos limpar o organismo deles de tudo o que é mau,na dieta SGSC...e das toxinas que vêm na água,etc..e depois damos-lhe químicos?
    Eu procurarei um medicamento equivalente mas natural,isto se for preciso,e pelos avanços do meu pequenote acho que não!...ainda por cima engordam?
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Em alguns casos e a critério do médico é um mau necessário...Sei que muitos pais sofrem com a alteração de peso pela medicação,mas vamos esperar que cada vez mais a industria evolua e estes efeitos colaterais possam ser diminuidos...abraço!

    ResponderExcluir