quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Má alimentação e Stress

Uma das formas de evitar o acúmulo de stress é dedicar atenção especial às refeições, ao menos as 3 principais do dia, café da manhã, almoço e jantar, dando ênfase à qualidade do alimento para manter um bom perfil de nutrientes.
Importante:

Outra solução é unir a alimentação a uma atividade física, entretanto, se for realizada de maneira incorreta, poderá acarretar em lesões ou inflamações devido à desnutrição, agravando cada vez mais o nível de stress.

A alimentação, muitas vezes ignorada se torna um aliado ao stress.

Trocar 10 minutos de sono ao invés de fazer a primeira refeição do dia e só comer no horário do almoço, certamente, não é a solução.

O desgaste poderá acarretar na falta de nutrientes essenciais a saúde.
O mecanismo biológico do stress pode ser dividido em três fases, tendo início pela reação de alarme, no qual o efeito do agente do stress age sobre o corpo.

Após a primeira fase, as respostas internas que estimulam a defesa do organismo caracterizam a fase de resistência e, por fim, chega à fase de exaustão, quando as respostas internas do organismo estimulam a rendição do organismo.

Para resolver este problema, muitas vezes confundido com uma doença, é necessário que haja uma mudança significativa dos hábitos.

Não é uma tarefa fácil, porém, alimentar-se de maneira correta, praticar esportes, dormir mais, beber e fumar menos são apenas algumas dicas para aumentar a qualidade de vida!

Nutricionista Rita Cherutti
Personal diet e terapeuta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário